sexta-feira, 3 de agosto de 2012

Um agradecimento tardio à novela brasileira

Nunca suportei novelas. É que eu tenho vergonha alheia. Me dá uma espécie de gastura ver aqueles atores fazendo papel ridículo. Ah, olha lá o Tony Ramos fingindo que é grego! Olha a Débora Falabela fingindo que é malvada! Olha o Antônio Fagundes fingindo que é galã! Mas aqui em Moçambique a novela brasileira tem sido uma grande companheira. É que eu tenho essa minha cara de gringo. À primeira vista, posso ser muito bem um sul-africano branco, que são uns malas. Na África do Sul eu tive contato com os negros de lá. A maioria absoluta trabalha como serviçal. E são gente muito boa, engraçados e simpáticos. Pelo visto o apartheid continua existindo na prática. E os sul-africanos brancos são aquela espécie de gente que se acha superior, trata todo mundo mal, fala alto, bebe demais e ainda não quer pagar a conta. Pelo menos é isso que tenho visto em Moçambique e é o que os locais me contam. E contam só depois de ouvir o meu sotaque, que eles reconhecem das novelas brasileiras. Aí eles relaxam comigo. Alguns até imitam o jeito de falar das novelas e saem falando legal, legal, que é uma gíria brasileira. Ou começam a falar usando gerúndios, que por aqui não se fala. A primeiríssima música que escutei quando pisei em Moçambique foi no aeroporto de Maputo e saiu da boca de um menino maltrapilho que carregava malas e cantava: lerê-lerê! Vida de negro é difícil...

3 comentários:

  1. Cheguei! Realmente Johannesburg é um lugar lé com lé cré com cré, não tem mistura de cor! Estranho...

    ResponderExcluir
  2. Henrique, bem, trabalhei com novela e sei que existe esse preconceito com as mesmas. Eu mesma cheguei à TV Globo com um olhar desconfiado.

    Mas acredite, ninguém finge, eles atuam. E muitos, muito bem. Enfim, aprendi a respeitar a novela, a boa, claro. E elas são nosso cartaz, principalmente em lugares como a Africa do Sul e Cuba... Por que será?! Ah, em Portugal também! Bem, elas são só histórias, não deveriam educar ninguém, o papel é claro: entreter.

    Discussão longa e já gasta. Mas acho que por aí, com você, serão um alento ao coração saudoso da "cultura" brasileira. Enjoy! ;)

    besos

    ResponderExcluir
  3. Gardênia, que bom te ver por aqui. Continuo não gostando de novelas, mas se o povo gosta, fazer o quê? Mas a cultura brasileira tambéam aparece aqui pela mão da música. Aí me dá uma alegria maior. No mais desculpe a brincadeira com os atores.

    Grande beijo.

    ResponderExcluir